Oito mandamentos para quem busca o equilíbrio na alimentação

equilíbrio na alimentação

Profissionais incrementam pirâmide dos alimentos, com água e atividades físicas.

 

Não é à toa que se fala em epidemia. Pra onde você olha. Pode ser em um shopping durante o dia. Ou no ponto de ônibus na hora da volta do trabalho, lá estão eles: os quilos a mais.

Um tormento para 52% das pessoas que vivem em São Paulo.

E quase sempre eles vêm acompanhados de velhas desculpas.

“Ah, casamento. eu era magrinho, eu era mais magro… e por aí vai.

Vamos acabar com isso, veja o que precisamos fazer para mudar os hábitos

A pirâmide é a base para o calendário saudável, uma tabela que funciona assim:

São oito tarefas que devem ser cumpridas todos os dias. Cada uma valendo um ponto.

– Comer de 3 em 3 horas
– Consumir alimentos integrais
– Beber ao menos dois litros de água
– Fazer exercícios
– Comer 3 frutas
– Duas porções de legumes ou verduras
– Uma porção de leite ou derivados
– Uma porção de proteína, pode ser carne, peixe ou frango

A soma diária dos pontos mostra se o dia foi verde ou saudável, se a conta deu amarelo, exigindo atenção, ou se o paciente está em alerta vermelho precisando mudar bastante seus hábitos.

Globo Repórter: E a palavra chave é a substituição?
Nutricionista do Posto: Substituição, disciplina e planejamento. Esse planejamento é muito importante. Sem o planejamento você acaba saindo da rotina e comendo o que não tá nos seus planos.

Um esforço que acaba rendendo grandes resultados.

Globo Repórter: Ela já tá botando calça jeans.
Noêmia Marques, esteticista: Eu não tava colocando uns meses atrás. Quando sentava parece que a gordura subia tudo no coração, dava falta de ar. Agora eu sento normal.

Paciente exemplar dona Iris agora está 20 quilos mais magra, ativa e uma verdadeira ativista do calendário saudável.

Globo Repórter: Mas foi difícil no começo?
Dona Iris: Ah, foi difícil, mas depois que eu comecei controlar, comecei ver que a minha saúde tava melhorando, aí me incentivou, agora eu faço com prazer a minha comida, não tenho preguiça de nada.

E é gente assim, como dona Iris, que aos poucos vai também provocando mudanças ao redor.

O pequeno comerciante da periferia de São Paulo estava acostumado a vender apenas o que o apetite dos jovens queria.

“Salgadinho, batata frita doce, bala, chocolate. eles chegam aqui, a primeira coisa que eles vê é esse chocolate aqui já vão comprando, conta o comerciante.

Mas há pouco mais de um ano.

“Foram pedindo fruta porque só tinha na feira, às vezes tinha 2, 3 dias por semana e aqui fez todo o dia a gente tem. Todo o dia a gente vai para o mercadão, traz fruta seca. Todo dia o pessoal desce, chega do trabalho 4, 5 horas e passa aqui e já compra”.

“Rapaziada não liga muito para isso, né? Talvez depois de uma certa idade é que eles vão acabar vendo que é verdade que a gente tem que consumir mais fruta”, diz o comerciante.

Tomara que a descoberta não demore demais.

 

Fonte: g1.globo.com
Anúncios

Homeopatia: previna doenças e reequilibre as energias

homeopatia

 

Se você está cansada de tomar aquele monte de remédios toda vez que fica doente, pode ser uma forte candidata a experimentar a homeopatia.

Feito com remédios diluídos e menos agressivos ao organismo, o tratamento homeopático tem ganhado cada vez mais adeptos no Brasil. De acordo com o médico Heidwaldo Antonio Seleghini, professor da Associação Médica Homeopática do Paraná, a homeopatia trata a pessoa como um todo, e não apenas a doença de forma isolada.

“A consulta aborda uma série de sintomas e perguntas mais abrangentes do que a consulta de um médico comum”, explica o especialista. Antes de procurar um médico, não se esqueça: para ser homeopata, é preciso ter diploma em medicina! Descubra como é o tratamento e quais benefícios ele pode trazer para sua saúde.

Homeopatia serve pra quê?

Considerada um tipo de medicina preventiva, a homeopatia diminui as crises de doenças crônicas, como rinite e asma. Além disso, os medicamentos usados durante os tratamentos são menos agressivos para o organismo do que os remédios convencionais. Isso porque a formulação deles é bastante diluída.

 

Vantagens do tratamento

· A técnica se preocupa com o organismo como um todo e não com as doenças isoladamente.

· É um tratamento menos agressivo, que atua por meio de estímulo energético e não pelo efeito químico de uma droga.

· O custo do tratamento é menor, quando comparado às terapias convencionais.

Doenças na mira

Confira os males combatidos com eficiência pelos tratamentos homeopáticos…

Psicológicos
Tensão nervosa, estresse, depressão, pânico, ansiedade, angústia, mal-estar, insônia, falta de concentração.

Metabólicos
Obesidade, retenção de líquidos, prisão de ventre, gastrite, úlcera, cansaço, desânimo, falta de ar, colesterol alto e pressão alta.

Crônicos
Asma, rinite, bronquite, reumatismo e fibromialgia.

Endócrinos
Problemas na tireoide, diabetes e vários tipos de miomas.

Descubra o porque da Obesidade e Sobrepeso

obesidade

 

Por muito tempo a obesidade foi considerada como uma situação relacionada à estética sem implicações médicas. No entanto, nos últimos anos, através de pesquisas, novos conhecimentos foram adquiridos sobre as causas e conseqüências da obesidade, mudando estes conceitos e preconceitos. Apesar do crescente número de obesos e do interesse médico pelo assunto, a doença é uma das mais difíceis de ser tratada e uma das menos compreendidas em termos científicos. Infelizmente poucos têm o real entendimento dos problemas e riscos da obesidade, e menos ainda de como optar pelo tratamento mais adequado. O que antes era considerado como “falta de vontade” em perder peso, hoje tem explicações relacionadas à interação de genes específicos e desequilíbrios hormonais.

 

A estabilidade do peso corpóreo ocorre devido ao equilíbrio entre a quantidade de calorias ingeridas com a dieta e a quantidade de calorias consumidas pelo organismo. Quando ocorre um desequilíbrio nesta relação, as calorias em excesso são estocadas na forma de gordura levando ao ganho de peso. Podemos resumir em duas as causas principais da obesidade: excesso de calorias ingeridas ou diminuição da quantidade de calorias gastas. Estas podem ter diversas causas que devem ser investigadas e tratadas adequadamente. Desta forma temos como proposta a avaliação individual de comportamento alimentar e metabolismo corporal para orientação dos tratamentos.