Pensamentos Sabotadores e o Processo alimentar

Todo mundo possui um pouco de ansiedade e isso não é ruim. A ansiedade nos move, nos impulsiona, nos dá aquele friozinho na barriga quando esperamos algo. O problema é que, quando isso acontece em excesso, vira algo que não conseguimos controlar. O nosso pensamento fica acelerado, nossos atos ficam impulsivos, nossa mente não se equilibra. Esse descontrole pode acontecer por diversos motivos: problemas familiares e afetivos, dificuldades com autoestima e aparência física, problemas no trabalho ou o simples fato de que seu cérebro se acostumou a pensar e agir de maneira impulsiva e sem equilíbrio.

Uma das maneiras que encontramos para “aliviar” esse excesso de ansiedade é com a alimentação. Emagrecer e manter-se magro, não está somente associado àquilo que se come, mas também pela maneira que se pensa. Comemos porque estamos ansiosos. Ganhamos peso. Ficamos mais ansiosos. Comemos mais para aliviar a tensão emocional. Ganhamos peso. Um ciclo vicioso que nos torna cada vez mais ansiosos e preocupados com nossa saúde e aparência física. Além de desenvolvermos uma crença inadequada de que a comida será a solução dos problemas.

Pensamento Gordo  X Pensamento Magro

Dessa forma, precisamos estar sempre atentos aos pensamentos que nos sabotam e nos fazem comer. Os chamados Pensamentos Sabotadores são aqueles permissivos (“só um pouquinho”, “só mais um não fará mal”) que nos desviam de nosso foco e daquilo que queremos. Eles vêm disfarçados, como se fossem bonzinhos e inofensivos, e quando percebemos… já comemos o “só mais um”.

De onde vêm esses Pensamentos Sabotadores? Esses são nossos. No decorrer da vida e dos anos, nós aprendemos a pensar e agir dessa ou daquela maneira no nosso meio social, cultural e familiar; a maneira como encaramos as situações da vida e nos relacionamos com a própria vida. Esses aspectos somados irão determinar quem somos e qual será nossa maneira de interpretar e nos relacionar com o mundo. E, dessa maneira, nossos pensamentos sabotadores são criados.

Quando você adota um novo jeito de pensar, modifica também a sua atitude diante de determinada situação. Para perder peso ou se manter magra, não é só o prato que precisa ser transformado. Os pensamentos também devem estar ao seu favor. Vejamos algumas diferenças entre os pensamentos:

Questione todo e qualquer tipo de Pensamento Sabotador, por mais que você não tenha consciência de que eles os são. Questione, procure evidências, argumente de maneira plausível e coerente, ao menor sinal de que eles apareceram. Faça esse exercício sempre que possível. Assim, você conseguirá controlá-los de maneira mais eficaz.

Quando você assume a responsabilidade no processo de emagrecimento, ganha o controle da situação e se sente mais capaz de modificar seus pensamentos, seus hábitos e seu corpo. Ninguém fica e permanece em forma por acaso. As escolhas do cardápio são feitas diariamente. Se você “pensa magro”, em vez de sofrer pelas coisas que não pode comer, se sente vitoriosa por se manter firme no seu plano e dessa maneira fortalece Hábitos de Resistência que nos ajudam a enfrentar os Pensamentos Sabotadores.

Saia do papel de vítima e se torne o personagem principal do seu emagrecimento e da maneira como se relaciona com a alimentação. Essa atitude protege você da autossabotagem. Quando nos colocamos no papel de vítima, assumimos essa postura em nossas vidas, não conseguimos ou temos muita dificuldade de sair desse círculo vicioso que criamos para nós mesmos.

Uma maneira de acalmar e equilibrar a mente é com a Respiração Diafragmática ou Abdominal. O objetivo da Respiração Diafragmática é desenvolver o autocontrole sobre alguns sistemas regulatórios do corpo e, assim, obter efeitos terapêuticos e melhora na qualidade de vida. Ao oxigenar melhor o cérebro, também regulamos a nossa frequência cardíaca, que ajuda no autocontrole emocional. Dessa forma, conseguimos ficar mais calmos, menos ansiosos, menos estressados, mais atentos e mais concentrados.
Segue abaixo o passo a passo para aprender e praticar a Respiração Diafragmática:

Respiração Correta

É dessa forma que fica a nossa frequência cardíaca com a Respiração Abdominal

Agora que você já sabe sobre os Pensamentos Sabotadores e a auto regular seu corpo com a Respiração Diafragmática, você já pode colocar tudo em prática para vencer a ansiedade e emagrecer, ou manter o corpo magro que sempre quis ter.

Gisele Freitas é Psicóloga Comportamental Cognitiva e Coach Alimentar na clínica BioVitta de Endocrinologia e Metabologia | giselefreitaspsicologa@gmail.com